Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Enquanto você não vem...




Ainda não conheço seu rosto. Não sei a cor dos seus cabelos. Se serão lisos ou cacheados. Se serão rebeldes e brincarão com o vento. Não sei se terá a pele clarinha com as veias verdinhas aparecendo ou se ela será cor de chocolate que dá até vontade de morder.
Ainda não te vi correr pela casa. Nem ouvi sua voz ou seu choro de madrugada.
Não te olhei nos olhos. Nem embalei seu sono.
Não sei nem se colocarei lacinhos em seu cabelo ou uma blusa do Timão para assistir ao jogo com o papai. Ou se te vestirei de rosa ou de azul.

Ainda assim, você nasce a cada dia dentro de mim. Você me lembra com pequenos movimentos que se prepara para estar aqui.
E mesmo sem saber de tanta coisa, eu te amo.
E descubro dia-a-dia uma forma de amor ainda tão misteriosa para mim. Como no dia em que acordei e chorei desconsolada por imaginar que algo de ruim pudesse te acontecer. Mas, foi só um sonho. E passou...
Você me ensina em silêncio.
E eu cresço na mesma medida.

Agda Y.

2 comentários:

  1. Lindo! É assim mesmo que a gente se sente. Ser mão é maravilhoso! Mesmo com tanto trabalho.

    ResponderExcluir